Justiça manda prefeito pagar os salários de servidores de Grajaú

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino em Grajaú, Deusimar Nascimento, informou ontem que o juiz da comarca de Grajaú, Delvan Tavares Oliviera, através de ações de cobranças sobre salários atrasados, efetuou o bloqueio e ao mesmo tempo determinou que o Banco do Brasil deposite o valor devido de cada funcionário que ingressou com ação na Justiça. “Este tem sido o único jeito que nós, do sindicato, encontramos para receber os salários dos nossos sindicalizados, uma vez que o prefeito Mercial Arruda não tem cumprido com o seu dever”, afirmou Deusimar Nascimento. Ele declarou ainda que tem sido dramática a vida dos funcionários da Prefeitura de Grajaú, como também da população, tendo em vista que o prefeito, além de não pagar os salários dos servidores, não atende na Prefeitura, sendo praticamente impossível o povo encontrá-lo no município para fazer suas reivindicações. O sindicalista denunciou que o abandono no município é geral e mesmo o juiz tendo pago parte dos funcionários um total de 150 funcionários, a maioria continua com seus vencimentos em atrasos e não recorrem à Justiça temendo represálias por parte do prefeito Mercial Arruda. Em Grajaú, apesar da decisão do juiz da comarca, Delvan Tavares Oliveira, reintegrando servidores demitidos ilegalmente, e mandando pagar salários de funcionários, o prefeito insiste em desrespeitar a Justiça descumprindo algumas ordens judiciais. Diante desses fatos, uma comissão de servidores esteve no mês passado, em São Luis acompanhados do promotor de Justiça de Grajaú, João Marcelo, para formular denúncia ao procurador Geral de Justiça do Estado, Francisco das Chagas, sobre descumprimento de decisões judiciais pelo prefeito Mercial Arruda. O procurador de Justiça garantiu que adotará as medidas necessárias para restabelecer o cumprimento da lei em Grajaú, pois para isso, se necessário, pedirá a intervenção no município de Grajaú. Jornal Pequeno

12:09 - 05/04/2007






Desenvolvido por Adriano Marinho