Com time misto, Inter bate Flamengo por 1 x 0

Mesmo com uma equipe mista, o Internacional derrotou o Flamengo por 1 x 0, na tarde de domingo, no Beira-Rio, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com a vitória, o Colorado sobe para 7 pontos e está, temporiramente, em segundo lugar no Brasileirão. Já o Flamengo cai para o 14° lugar com 3 pontos. A primeira etapa foi bastante improdutiva, em termos ofensivos. Aproveitando-se do desentrosamento do Inter, o Flamengo marcava a saída de bola colorada e, logo aos 6 minutos, a bola acabou recuada nos pés do goleiro colorado Marcelo Boeck. O recuo foi mal feito e o arqueiro colorado teve que dividir a bola com o flamenguista Renato, para evitar o gol rubro-negro. O Inter seguia com dificuldades para articular jogadas, mas na defesa começava a se impor o estreante Wellington Monteiro. Não conseguindo penetrar na defesa do time da casa, os rubro-negros apelaram para os arremates de longe. Aos 16 minutos de jogo, Juan avançou pela intermediária colorada e chutou para segura intervenção de Marcelo Boeck. O Internacional só chegou ao gol do Flamengo, efetivamente, aos 23 minutos, quando Rentería recebeu de Iarley e fez um belo giro. O arqueiro rubro-negro Diego acabou salvando, mas o árbitro Elvécio Zequetto já paralisava o lance apontando impedimento do 'Saci Colorado'. Aos 28 minutos da etapa inicial, em cobrança de falta da meia-direita, Alex soltou uma bomba no ângulo esquerdo e surpreendeu Diego. Inter 1x0. O gol pareceu empolgar o Colorado. Aos 30 minutos, Alex cobrou nova falta para a área flamenguista e Índio cabeceou para fora. No minuto seguinte, num contra golpe, Obina avançou pela área colorada e caiu protestando a penalidade máxima. O árbitro advertiu o avante com cartão amarelo. O Mengão só voltou a ameaçar aos 45 minutos, quando Obina abriu espaço no lado direito da defesa colorada e disparou para Marcelo defender em dois tempos. Na largada da etapa final, o Flamengo voltou a pressionar em busca do empate. Mas ainda faltava qualidade ao time de Waldemar Lemos. Aos 9 minutos, Júnior soltou a bomba perto do gol de Marcelo Boeck. Aos 20 minutos da etapa final, com a falta de situações de gol, a torcida colorada pedia a entrada de Chiquinho no time e, em coro, chamou o técnico colorado de burro. No minuto seguinte, Obina fez nova simulação de pênalti na área colorada e foi expulso por Elvécio Zequetto. Abel respondeu ao coro da torcida fazendo três modificações: Ceará no lugar de Índio; Léo no lugar da Michel; e o aclamado Chiquinho na vaga de Iarley. Mesmo com dez homens, o Flamengo chegou com perigo aos 24 minutos, quando Valter Minhoca invadiu a área colorada e acertou o poste de Marcelo Boeck. O colorado voltou ao ataque aos 30 minutos da etapa complementar quando Chiquinho, em grande investida pela esquerda, serviu Léo que dividiu com a defesa rubro negra. Na sobra, Rubens Cardoso mandou para fora. Com 35 minutos, Chiquinho e Rentería tabelaram e o colombiano avançou pela área rubro negra, mas Digo salvou nos pés do avante colorado. No contra golpe, Valter Minhoca invadiu a área colorada e chutou. A bola bateu no braço do zagueiro Ediglê e o árbitro nada marcou. Aos 37, o Inter quase ampliou quando Chiquinho bateu falta no ângulo e Diago fez grande defesa. INTERNACIONAL 1 X 0 FLAMENGO

11:04 - 01/05/2006






Desenvolvido por Adriano Marinho