Com aplicação, Flu resiste à pressão do Vasco, vence e continua líder

Tartá corre para o abraço: gol logo aos três minutos garante liderança para o Flu (Foto: Photocamera)

Antes, o Corinthians havia feito a sua parte, ao derrotar o São Paulo por 2 a 0 no Morumbi. O Cruzeiro também. Venceu o Vitória no Barradão. Restava ao Fluminense derrotar o Vasco no Engenhão, neste domingo, para não deixar escapar a liderança do Brasileirão. E o triunfo ocorreu graças à aplicação tática, aliada à luta e à sorte que costuma acompanhar os campeões. O time de guerreiros, conforme canta sua torcida, resistiu à forte pressão do Vasco no fim. O gol de Tartá, com apenas três minutos de jogo, garantiu o 1 a 0 que leva a equipe aos 61 pontos, um ponto à frente dos outros candidatos ao título, a quatro rodadas do fim do Brasileirão 2010.

 

Nas arquibancadas, a resposta do torcedor foi com a costumeira empolgação. A notícia ruim para o tricolor que viu pela TV ou esteve presente ao Engenhão na noite deste domingo - o público, de pouco mais de 16 mil pagantes, com mais de 20 mil presentes, voltou a decepcionar - é que o meia Marquinho, numa trombada com o próprio colega de time, o zagueiro Leandro Euzébio, deixou o campo com suspeita de fratura no braço.

 

Houve também tumulto no fim da partida. Do lado do Vasco, não faltaram reclamações contra o árbitro Péricles Bassols, que foi cercado pelos jogadores. A maior foi pela forma como terminou a partida. A bola havia sido alçada na área para Fumagalli cabecear. Fernando Prass, Fágner e Nunes foram os que mais se queixaram. O atacante, inconformado também com Leandro Euzébio - os dois se estranharam durantes os 90 minutos -, chegou a esperar o zagueiro tricolor descer no túnel para o vestiário com intenção de agredi-lo. Acabou contido  pelo zagueiro Dedé e o técnico PC Gusmão.

 

Briga boa mesmo é pelo título. Na 35ª rodada, o Fluminense receberá o Goiás também no Engenhão, no próximo domingo. No mesmo dia, em São Januário, o Vasco pegará o São Paulo.


Globo Esporte

11:09 - 08/11/2010






Desenvolvido por Adriano Marinho