Maranhão massacra o Distrito Federal e está na semifinal

Que venha a semifinal. A seleção maranhense de beach-soccer garantiu vaga para as semifinais do Campeonato Brasileiro da modalidade nesta quinta-feira, ao vencer a seleção do Distrito Federal com extrema facilidade: 7 a 1.

 

E a vitória maranhense foi uma verdadeira Discagem Direta Internacional (DDI). Tudo porque, comandado por um Fernando DDI inspiradíssimo (autor de três gols), o Maranhão fez uma rápida ligação ao Uruguai via o defensor Pampero (autor de um gol) para avisar ao mundo que o Maranhão está, pela quarta vez, numa semifinal de Campeonato Brasileiro.

 

Os outros gols maranhenses foram marcados por Lico (2) e pelo goleiro Sales, já no fim do jogo. Juninho descontou para o Distrito Federal.

 

 

Agora, o Maranhão encara São Paulo ou Pernambuco que ainda se enfrentam. A seleção maranhense volta à quadra nesta sexta-feira, às 15h30 (horário de Brasília).

 

Primeiro período

O jogo começou com o Maranhão tomando as iniciativas ofensivas. Melhor postada em quadra, a seleção maranhense ameaçava a seleção do Distrito Federal com chutes perigosos do goleiro Du.

 

Mas o gol maranhense surgiu dos pés de Fernando DDI faltando cinco minutos para o término do primeiro período. DDI “tabelou” com o defensor do Distrito Federal e bateu com extrema categoria no ângulo esquerdo do goleiro Wiltinho, que nada pôde fazer impedir o gol: 1 a 0. Era o início da ligação para anunciar a classificação à semifinal.

 

A vantagem do Maranhão persistiu no restante do período sem que a equipe do Distrito Federal criasse oportunidades para chegar ao empate. Tudo porque a seleção maranhense conseguiu controlar bem o jogo.

 

Segundo período

A saída de bola no segundo tempo foi do Maranhão e a seleção maranhense aproveitou logo a posse de bola para ampliar o marcador. Jaudo fez lançamento perfeito para DDI. O atacante do Maranhão dominou no peito e, de voleio, mandou para o fundo do gol: 2 a 0.

 

No ataque seguinte, mais um gol do Maranhão. Novamente DDI recebeu passe e, com liberdade, dominou no peito e marcou o terceiro, ainda faltando 11min27 para o fim do período: 3 a 0.

 

Tudo dava certo para a equipe maranhense. E, aproveitando o momento perfeito, o Maranhão tratou de liquidar a partida ainda no segundo período.

 

Lico saiu do banco de reservas e marcou mais dois gols. No primeiro lance, Lico marcou de voleio. Já no segundo, Eudin cobrou falta de muito longe, e Lico se antecipou à defesa do Distrito Federal para ampliar: 5 a 0

 

Terceiro período

A excelente vantagem no marcador fez com que o Maranhão diminuísse o ritmo. Mesmo assim, as melhores chances de gol eram da equipe maranhense. E, faltando 7 minutos para fim do jogo, um gol internacional. O uruguaio Pampero aumentou o placar para a seleção maranhense: 6 a 0. Agora sim, o Maranhão completava ligação internacional para confirmar sua classificação para a próxima fase.

 

Mas ainda deu tempo para mais dois gols. O primeiro foi com Juninho, que descontou para o Distrito Federal: 6 a 1.

 

Porém, o Maranhão fechou o marcador em alto estilo. O gol que completou a goleada maranhense foi marcado pelo goleiro Sales: 7 a 1.


Imirante

16:44 - 18/11/2010






Desenvolvido por Adriano Marinho