Agerp apóia implantação da I Feira da Economia Solidária em Miranda do Norte

Produtores e consumidores durante a I Feira da Agricultura Familiar em Miranda do Norte

Uma equipe de técnicos e engenheiros agrônomos da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) esteve presente, na quarta-feira (7), no lançamento da I Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária, na cidade de Miranda do Norte.

Na oportunidade, os profissionais da Agência puderam conferir a qualidade dos produtos expostos no local. Cultivares como arroz, feijão, farinha, abóbora, cebola, macaxeira, pimenta, além de peças artesanais, mel, comidas típicas, dentre outros, foram comercializados na Feira a preços populares.

Paralelo a isso, o prefeito Júnior Lourenço, representantes de entidades sociais e políticas, órgãos não governamentais, estaduais e federais, se confraternizavam com os agricultores durante a abertura que contou com a apresentação da banda municipal Francisco Pontes Linhares e de peças teatrais, que representaram a vida na roça e sua importância para a economia maranhense e comunidade local.

Fortalecimento da Economia
A I Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária tem como proposta central a valorização do trabalho, tendo por base o fortalecimento  da produção dos trabalhadores rurais e das quebradeiras de coco babaçu daquele município e região, por meio da comercialização, da divulgação de seus trabalhos, geração de emprego e renda e inclusão social, propiciando alternativas para a permanência em suas terras, combatendo assim, o êxodo rural.

 O projeto é resultado da articulação da prefeitura municipal, por meio da Secretaria de Agricultura, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e do Núcleo Operacional e da Ates-Planeja, em parceria com a Agerp e demais parceiros vinculados ao desenvolvimento da agricultura rural do estado.

De acordo com a organização do evento, o objetivo da I Feira da Agricultura Familiar de Miranda do Norte é promover a viabilidade econômica, a segurança alimentar e nutricional, sustentabilidade socioambiental e a promoção da igualdade nas relações de gênero e etnia.

Valorização do trabalho
Para o secretário de Agricultura de Miranda do Norte, José Alexandre Reis, inicialmente os agricultores familiares poderão expor seus produtos uma vez ao mês, para em seguida se fixar semanalmente, conforme a aceitação popular. Ele disse que a parceria da Agerp na implantação do projeto, ajuda a valorizar o trabalho de 40 famílias que vivem dessa atividade nos 18 povoados do município, uma vez que a Agência Estadual dá apoio técnico aqueles que se envolvem nas referidas atividades.

"Desde 2009, foi reimplantada a Secretaria de Agricultura em Miranda, com acompanhamento técnico, capacitação e demais condições para que o agricultor possa desenvolver o seu trabalho e dele tirar o seu sustento, e de sua família", afirmou ele.

Reis revelou que são os agricultores familiares que abastecem a feira local com produtos trazidos diretamente de suas lavouras, sem necessariamente ter que passar por atravessadores. "Com esse ato, ganha produtor, ganha população, que tem em sua mesa produtos de qualidade, a preços justos", destacou.

O agricultor Benedito da Silva Pãozinho, 36 anos, há 16 trabalhando na produção de hortifruti, disse ser a iniciativa bastante louvável, já que possibilita a divulgação de seus produtos e a venda direta aos consumidores. "A Feira veio em boa hora. Precisamos de espaço para vender o que cultivamos".

Outra que também demonstrou felicidade foi a dona de casa Lúcia Mendes. Ela disse ter ficado surpresa com a instalação da Feira, e que a partir de agora, terá acesso a produtos frescos diretamente da roça. "Muito boa a ideia. Melhor ainda se ela acontecer semanalmente", disse, demonstrando contentamento com a iniciativa.


Agerp

11:51 - 10/12/2011






Desenvolvido por Adriano Marinho