Enfermeiros do Hospital Carlos Macieira são orientados sobre adoção de práticas de segurança para pacientes

Semana de Enfermagem reúne profissionais do Hospital Carlos Macieira

Enfermeiros e técnicos de enfermagem do Hospital de Referência Estadual de Alta Complexidade Carlos Macieira (HCM) estão participando da II Semana de Enfermagem – Qualidade e Segurança do Paciente. O evento teve início nessa quinta-feira (9), no auditório da unidade de saúde, e tem como objetivo esclarecer esses profissionais incentivá-los para um novo olhar sobre suas práticas cotidianas, identificando falhas possíveis de gerar eventos adversos. A programação termina nesta sexta-feira (10).

 

A coordenadora de enfermagem do HCM, Franckcelina de Sousa Lima, explicou que a equipe de enfermagem tem um papel fundamental nos processos que envolvem a atenção ao paciente e o HCM assumiu o compromisso de promover uma grande campanha pela segurança do paciente. “A nossa intenção é esclarecer a categoria de enfermagem e chamar para a responsabilidade de lançar um novo olhar sobre suas práticas cotidianas e identificar possíveis falhas”, disse ela.  

 

Os profissionais de saúde que foram destaque ao longo do ano de 2012 no controle da infecção hospitalar foram homenageados com placas de agradecimento e todos receberam manuais destacando os 10 passos para a segurança do paciente. “Existe uma preocupação mundial em relação aos danos causados pelos profissionais de saúde aos pacientes e por isso estamos trabalhando os protocolos que visem evitar erros de medicação, de transfusão de sangue e adotar procedimentos de cirurgias e anestesia seguros”, esclareceu Franckcelina Lima.

A diretora clínica do HCM, Giselle Boumann, disse que a identificação do paciente é prática indispensável para garantir a segurança dele em qualquer ambiente de cuidado à saúde, incluindo, por exemplo, unidades de pronto atendimento, coleta de exames laboratoriais, atendimento domiciliar e em ambulatórios. “Para assegurar que o paciente seja corretamente identificado, todos os profissionais devem participar ativamente do processo de identificação, da admissão, da transparência ou recebimento de pacientes de outra unidade ou instituição, antes do início dos cuidados, de qualquer tratamento ou procedimento, da administração de medicamentos e soluções”, justificou. 


SES

08:56 - 10/05/2013






Desenvolvido por Adriano Marinho