Estelionatário é preso em Grajaú após perseguição policial

Está preso desde a madrugada de segunda-feira, 10, no 1º Departamento de Polícia Civil de Grajaú, Itamar Moreira Barros. De acordo com a Polícia, ele conduzia um veículo Corolla de cor branca, roubado no município de Porto Franco e tentava assaltar um posto de combustíveis em Grajaú no momento em que foi preso em flagrante.
“O assalto só não aconteceu porque a polícia apareceu na hora, momento em que o sujeito fugiu”, informou a polícia. Itamar foi perseguido pelas polícias civil e militar nas estradas de Arame e Amarante do Maranhão. Foi preciso a polícia colidir com o fugitivo para poder prendê-lo. Segundo a polícia, foi uma das maiores perseguições de Grajaú nos últimos anos.
Itamar Moreira Barros foi preso por volta das 4h20 da manhã de segunda-feira. A polícia informou que ele estava prestes a fugir novamente e narrou como o criminoso assaltava os postos. “O Sr. Itamar parava nos postos de combustíveis, pedia para abastecer o carro, sempre bem trajado, portando colares e pulseiras douradas e dizia que havia esquecido algo no restaurante. Quando voltava declarava o assalto”.
O Corolla roubado em Porto Franco pertence à procuradora do município, a Drª Jailma Cirqueira, que já veio reconhecer o veículo. Itamar que é grajauense e filho de Bartolomeu Mourão Barros, tem várias passagens pela Polícia do estado de Goiás, por roubo e estelionato. Sua última prisão aconteceu em 5 de setembro de 2012, em Aparecida de Goiânia (GO). Ele foi solto em 18 de outubro do mesmo ano.
Em Grajaú, o criminoso fez uma vítima. Foi José Armando Barros Costa, em 2011. Na delegacia, a vítima nos contou como sofreu estelionato por parte de Itamar. “Eu comprei à vista, um Celta preto no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais). Estava tudo certo. Mas três dias depois, apareceu uma locadora de veículos de Goiânia que veio buscar o carro roubado por Itamar. Eu resisti, mas não teve jeito. Entreguei e perdi os 10 mil”, contou.
A polícia irá investigar também o irmão de Itamar, Roberto Moreira Barros. “O irmão de Itamar, que reside em Grajaú, também será investigado para sabermos se o mesmo tem algum envolvimento nos crimes ou não, inclusive o de dar apoio logístico ao seu irmão, quando o mesmo vem a Grajaú com carros roubados”, informou um agente da Polícia Civil. Roberto foi quem convenceu José Armando a comprar o Celta roubado por Itamar.



Portal Grajaú de Fato

11:30 - 14/06/2013






Desenvolvido por Adriano Marinho