Maranhão Vôlei faz sua estreia diante da torcida maranhense

Maranhão Vôlei tenta reabilitação no Castelinho

Chegou a hora de o Maranhão Vôlei jogar diante de sua torcida na Superliga. Após duas rodadas atuando longe de São Luís, a equipe disputará seu primeiro jogo oficial em solo maranhense, nesta terça-feira (22), diante da equipe do Brasília Vôlei (DF) no ginásio do Castelinho às 20h para tentar sua primeira vitória na competição. O fator casa deve ser essencial para as pretensões maranhenses na competição.

Após ser superada nas duas primeiras rodadas por Osasco (SP) e Unilever (RJ), atuais vice-campeãs e campeãs respectivamente, o Maranhão Vôlei tenta conquistar seus primeiros pontos na competição. Ciente da qualidade das equipes do Osasco e do Unilever, as jogadoras do Maranhão Vôlei sabem que este jogo em casa será contra uma equipe do mesmo nível, e que a torcida pode ser o ponto de desequilíbrio na partida.

“Sabemos que a nossa competição começa agora. Estávamos cientes da qualidade das nossas duas primeiras adversárias e jogamos com o intuito de tentar somar pontos. Já a equipe do Brasília tem um nível técnico bem parecido com o nosso. Se jogarmos bem temos condições de vencer em casa. Esperamos que a torcida maranhense compareça para nos ajudar neste jogo e mostre sua força em casa”, declarou a oposto do Maranhão Vôlei, Fran.

Atuando pela Argentina nas eliminatórias para a Copa do Mundo de Vôlei, a argentina Yael Gaglistone não deve ser problema para o técnico Chicão na partida já que chega a tempo de atuar. Porém, como no jogo diante do Unilever (RJ), a ponteira Nikolle Del Ryo continua fora por problemas de contusão.

Brasília Vôlei – Estreante na Superliga assim como o Maranhão Vôlei, a equipe do Distrito Federal também não teve um bom começo de competição, Nas duas primeiras rodadas, o Brasília Vôlei também foi superado nas duas oportunidades. Na estreia foi derrotado fora de casa pelo Barueri (SP) por 3 sets a 0. Já no segundo jogo, atuando em Brasília, as brasilienses cederam a virada para o UNIARA/AFAV (SP) por 3 sets a 2. Porém o Brasília Vôlei está na frente do Maranhão por ter conquistado 1 ponto da derrota por 3 sets a 2 no segundo jogo. Atualmente as maranhenses são as vice-lanternas da competição enquanto as adversárias desta terça (22) estão na 10ª posição.

Mesmo estreantes na competição, as duas equipes já se enfrentaram. Em uma competição disputada em Brasília em comemoração ao aniversário da cidade um pouco antes do início da Superliga, as maranhenses chegaram a abrir 2 sets a 0 mas permitiram a virada e a vitória do Brasília Vôlei.

Incentivo do prefeito Edvaldo Holanda – As meninas do Maranhão Vôlei tiveram um incentivo a mais para conquistar sua primeira vitória na Superliga de Vôlei. As jogadoras foram recebidas nesta segunda-feira (21), pelo prefeito Edvaldo Holanda Júnior, na sede da prefeitura de São Luís e receberam mensagens de incentivo e encorajamento para a caminhada nesta que é a principal competição do vôlei nacional.

“É uma honra para o Maranhão ser representado por estas jogadoras. Elas carregam o nome da nossa cidade São Luís e o nosso estado pelo Brasil inteiro. Ficamos na torcida para que elas possam representar bem todo o povo maranhense e que façam uma boa campanha”, declarou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Quem falou pelas jogadoras foi a central Dani Suco, que agradeceu a recepção do prefeito e a iniciativa dos diretores do Maranhão Vôlei, já que a equipe é a única do Norte/Nordeste na competição nacional.  “Nós queríamos agradecer a iniciativa do Maranhão Vôlei. Temos muitas meninas novas que estão disputando sua primeira Superliga e isso é um sonho que o Maranhão Vôlei proporcionou a estas garotas. Vamos continuar nos doando ao máximo para representar bem este estado que é quente e acolhedor, Nós vemos o tanto que os Maranhenses são quentes, pois nos recepcionaram muito bem”, declarou.

Além deste primeiro encontro, outras questões como parceria entre a Prefeitura e o Maranhão Vôlei foram discutidas na oportunidade. “Estamos abertos ao Maranhão Vôlei e vamos tentar ajudar da melhor maneira possível”, destacou o prefeito Edvaldo Holanda Júnior.

Ingressos – Os ingressos estão sendo comercializados nas bilheterias do ginásio Castelinho no valor promocional de R$ 5,00.

Superliga – Na fase de classificação, as equipes jogarão todas contra todas no sistema de turno e returno. Ao fim dessa fase, as oito melhores equipes se classificarão para a fase oitavas de final.

Na disputa feminina, estarão a campeã Unilever, do Rio de Janeiro; Banana Boat/Praia Clube e Minas Tênis Clube, de Minas Gerais; Molico/Nestlé, Sesi-SP, Vôlei Amil, Pinheiros, Barueri, São Bernardo Vôlei, São Cristóvão Saúde/São Caetano e Uniara/Afav, do estado de São Paulo; Rio do Sul, de Santa Catarina, além de Brasília Vôlei e Maranhão Vôlei.


Jornal Pequeno

16:10 - 22/10/2013






Desenvolvido por Adriano Marinho