Homicidas fugitivos de outros municípios são presos em Imperatriz

Dois homens acusados de homicídios em Santa Inês e Açailândia foram presos ontem por policiais militares e civis em Imperatriz. O primeiro a ser preso foi Vicente de Paulo Lima Ferreira, 27, que é acusado de ter matado um homem no município de Santa Inês, em 2004. Vicente chegou a ser preso na ocasião, foi autuado em flagrante delito e conseguiu fugir depois de três meses da cadeia em Santa Inês e veio para Imperatriz. Ele estava residindo no Povoado Camaçari, onde constituiu família e tem dois filhos menores. Na última segunda-feira, 17, ele se envolveu em uma briga no Povoado Camaçari e foi golpeado a facão pelo seu desafeto na cabeça e no braço. No Hospital Municipal de Imperatriz, o Socorrão, descobriu-se que Vicente era fugitivo da cadeia de Santa Inês e acusado de homicídio. Na ocasião da fuga, em 2004, Vicente disse que fugiu juntamente com mais 18 detentos. Ele vinha trabalhando como borracheiro em Imperatriz. O segundo homicida a ser preso, ontem, na cidade, foi Adeflan Batista da Conceição, 21 anos, vulgo Deo, que é acusado de ter praticado dois homicídios no município de Açailândia. Um homicídio teve como vítima o homem que foi identificado apenas pelo apelido de Didi e ocorreu na Vila Ildemar há cerca de 6 meses. O outro assassinato confessado por Adeflan ocorreu há mais tempo e a vítima ele não soube informar o nome. Adeflan, quando foi preso em uma casa localizada no bairro Nova Imperatriz, deu o nome falso de Rodrigo da Conceição. A polícia apreendeu com ele uma identidade com o nome falso recém-emitida em Imperatriz. A polícia cumpriu mandados de prisão que foram emitidos pela justiça de Açailândia e Santa Inês, respectivamente. Eles deverão ser recambiados para as comarcas da culpa ainda esta semana.

11:49 - 21/04/2006






Desenvolvido por Adriano Marinho