Agerp participa da Agritec e se destaca com exposição de produtos da agricultura familiar

Jorge Fortes e técnicos da Agerp durante abertura do Simpósio da Agricultura Familiar Maranhense

Com uma equipe formada por técnicos e gestores das regionais de Timon, Codó, Caxias e São Luís, a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão, (Agerp-MA) participou, no período de 19 a 22, da Feira de Agrotecnologia (Agritec) da Região dos Cocais Maranhenses, realizada na cidade de Caxias, a cerca de 370 quilômetros da capital maranhense.

A Feira teve como realizadores a prefeitura local, o Sindicato Rural de Caxias, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), prefeituras municipais da região e Governo do Estado, por meio da Agerp além de outras instituições públicas federais e estaduais.

Na oportunidade, visitantes, estudantes, empresários, gestores e profissionais das diversas áreas puderam conhecer de perto o melhor da tecnologia para a agropecuária regional e o agronegócio. Além disso, oportunidades empresariais, turismo, geração de renda e cidadania, inovações tecnológicas e informações qualificadas foram apresentadas a quem esteve no Parque da Cidade durante toda a semana em que se deu a Feira.

 

Estande decorado

A Agerp participou com exposições de produtos artesanais, material informativo, vídeos especializados, exibidos em estande decorado para a ocasião - localizado no Espaço Institucional - onde o agricultor familiar, estudantes e demais visitantes puderam receber informações pertinentes às suas áreas de interesse.

Além disso, a Agerp teve a sua participação por meio da assistência prestada a grupos de agricultores familiares vindos especialmente de Coroatá, Codó, Peritoró, Timbiras, Timon e Caxias. Grande número de trabalhadores participou com itens produzidos e comercializados no local.

Produtos alimentícios e artesanais deram o tom da Feira, que chamaram a atenção dos visitantes do espaço. Os produtores fizeram, ainda, demonstração e degustação de alimentos feitos à base de mandioca, macaxeira e outros ingredientes. Caravanas de agricultores participaram diariamente de palestras, fóruns e painéis, cujos temas eram voltados para o dia a dia no campo.

A Agerp contribuiu, também, com palestras e mesas redondas e foi representada pelo presidente do órgão, Jorge Fortes, e pelo diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, Wellington Matos. Ambos discorreram sobre "A importância das tecnologias no campo e o futuro da agricultura familiar: juventude e sucessão rural", "Cadeias produtivas de ovinos e caprinos no Estado do Maranhão", "Novo código florestal e seus impactos na agricultura" e Geolocalização na Pesquisa Agropecuária".

Houve, ainda, concurso de inventos na agricultura familiar. A Agência, por intermédio de seu diretor de P&D, Wellington Matos, juntamente com outros representantes institucionais, julgou as melhores ideias que facilitarão a vida do homem do campo, em seu ofício diário como gerador solar fotovoltaico, (Ivanilson Leite - Aldeias Altas), Ralador de Mandioca, (Francisco Rodrigues - Vargem Grande), Gadanhão e Capinador de Cheiro Verde, (José Renato Aguiar - Coelho Neto) e, ainda, aspersor de água com garrafa pet, este último o vencedor do concurso.

Jorge Fortes enalteceu a iniciativa da prefeitura local e da Embrapa, falou das novas políticas da agricultura familiar aplicadas no Maranhão e sobre a importância do projeto, cujo principal objetivo, segundo ele, é levar conhecimento a todos, principalmente aos produtores rurais.

"Quero destacar a realização da Agritec e a sua importância para a Agerp, para o homem do campo, para o empresariado, os estudantes e o homem de negócio. É por meio dela que direcionamos caravanas de agricultores familiares para que possam expor e comercializar seus produtos", disse ele, parabenizando a Embrapa e parceiros pela iniciativa.

O chefe geral da Embrapa Cocais, Valdemício Ferreira de Sousa,  disse que a ideia do projeto Agritec  é atender os municípios incluídos no Plano Brasil Sem Miséria da Região do Baixo Parnaíba. Segundo ele, a parceira com a Agerp e demais instituições foi primordial para dar visibilidade à Feira, que teve como ponto forte a agricultura familiar e empresarial.

A Agerp e a Embrapa já são parceiros em todos os municípios e um excelente relacionamento institucional. O sucesso desse empreendimento se dá justamente em função dessa aliança que temos", destacou ele, ressaltando a oportunidades de negócios geradas a partir da iniciativa, bem como mecanismos de elaboração de projetos e oficinas que no futuro fortalecerão o trabalho no meio rural.



Sedes/Agerp

11:06 - 25/11/2014






Desenvolvido por Adriano Marinho