Defensora geral assina ordem de serviço para obras de instalação do novo Núcleo de Imperatriz

Defensora geral Mariana Albano de Almeida e subdefensor Werther Junior em reunião com servidores e representante da empresa de engenharia   

A defensora geral do Estado, Mariana Albano de Almeida, assinou o contrato e a ordem de serviço, autorizando o início das obras de reforma e adaptação do prédio onde funcionará o núcleo regional da Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), em Imperatriz. Os documentos também foram assinados pelo representante da empresa de engenharia escolhida por meio de licitação, para a execução da obra, prevista para entrega na primeira quinzena de maio de 2015. 

A assinatura da ordem de serviço aconteceu na sala de reuniões da Defensoria Estadual e contou ainda com a presença do subdefensor geral, Werther Lima Junior; da gestora de Atividade Meio, Hevanilde Ferro Castro; do chefe do Departamento de Controle Interno, Gil Eanes Lobato; e do servidor da Supervisão de Obras e Reformas da DPE/MA, Felipe Alves. 

O objetivo da reinstalação do núcleo é manter a estrutura de qualidade de atendimento prestado à população que busca os serviços da Defensoria no interior do estado, segundo informou a defensora geral Maria Albano de Almeida.

O Núcleo de Imperatriz foi implantado em 2010 com 3 defensores. Com o aumento do número de membros, nos últimos quatro anos, o espaço se tornou pequeno e foi ampliado. Hoje, com 12 profissionais, o prédio, que mantém 10 salas, não atende mais as necessidades dos defensores, servidores e assistidos. Imperatriz é a segunda maior cidade do estado e também uma com as maiores demandas. Hoje a população estimada é de 247.533 habitantes.

O novo núcleo passará a funcionar no Centro de Imperatriz, na Avenida Getúlio Vargas, nº 1587, com 624,50 m² de área construída, dividida em dois pavimentos. O imóvel contará com gabinetes para defensores, servidores do setor administrativo e estagiários. As futuras instalações também terão salas para reunião e uma recepção com capacidade para 80 pessoas. Serão cinco banheiros e um espaço para equipamentos de informática, telefonia e monitoramento.

"O Núcleo de Imperatriz será o primeiro a contar com o projeto de cabeamento de Circuito Fechado de Televisão (CFTV), responsável pela vigilância das dependências da unidade 24 horas", adiantou Mariana Albano.



DPE

17:41 - 30/12/2014






Desenvolvido por Adriano Marinho