Uema e SAF discutem cooperação técnica na aplicação do programa “Mais IDH”

O reitor Gustavo Costa e o secretário Adelmo Soares (Agricultura Familiar), discutem Cooperação Técnica

Para tratar sobre cooperação técnica na realização de projetos direcionados ao desenvolvimento sustentável do Estado, o reitor da Universidade Estadual do Maranhão, Gustavo Pereira da Costa, recebeu, na segunda-feira (2), o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, e o secretário adjunto de finanças, Júlio César Mendonça.

 

Segundo o secretário Adelmo Soares, a reunião serviu para discutir como a Uema pode contribuir na aplicação do Plano de Ações ‘Mais IDH’, do governo estadual, que compreende um conjunto de ações dirigidas por um Comitê Gestor, composto por membros de diversas secretarias estaduais e outras instituições.

 

“Mais de 200 milhões de reais serão gastos nesses municípios. O ‘Mais IDH’ vai levar educação, saúde, estradas, cidadania e outras ações aos municípios de menores IDH. E nós da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) vamos ajudar na regularização fundiária, para que os agricultores tenham direito ao crédito nos bancos. Dessa forma, precisamos fazer um trabalho de georreferenciamento e esperamos que a Uema possa nos ajudar neste aspecto”, disse.

 

Já o reitor Gustavo Costa disse que a inserção da Uema nesse processo é importante porque a trajetória da Instituição tem cursos e ações relacionados à agricultura e ao desenvolvimento sustentável.  Ele citou algumas alternativas já pensadas pela Universidade para ajudar os municípios contemplados pelo Programa ‘Mais IDH’. Dentre estas ações estão o Edital Setorial para estímulo a projetos nos municípios de menor IDH, cursos técnicos na modalidade a distância, Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Estadual (PIBID) voltado para 10 municípios que fazem parte do Programa.

 

“A tarefa não é fácil e tomar conhecimento da dimensão do desafio com a realização de um diagnóstico é vital para o devido direcionamento das ações correlatas. A Uema está disposta a participar do desafio. Somos uma Instituição que não pode se desenvolver de forma dissociada da realidade do Estado, do povo do Maranhão que a mantém”, afirmou o reitor.

 

A diretora do Centro de Ciências Agrárias (CCA), Francisca Neide Costa, expôs sobre os cursos e Programas de Pós-Graduação que podem agregar forças para ajudar na realização das atividades. “Podemos contribuir em várias frentes, temos 28 laboratórios de diferentes áreas no CCA, fazemos pesquisas e trabalhos de extensão específicos na área de agricultura familiar no interior, além disso, somos parceiros da Agência de Defesa Agropecuária na geração de diagnósticos”, comentou.

 

Ao final das discussões, foi marcada uma próxima reunião que contará com a presença de mais instituições ligadas à agricultura familiar para aprofundar e alinhar as propostas de cooperação técnica.

 

Também participaram da reunião a diretora do Curso de Agronomia, Ana Maria Araújo; o vice- coordenador do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioespacial e Regional, José Sampaio Junior; e o coordenador do Laboratório de Extensão Rural (Labex), Itaan Santos.



Uema

17:17 - 04/03/2015






Desenvolvido por Adriano Marinho