Registrada fuga de presos da delegacia de Turiaçu, no Maranhão

Cinco presos fugiram da delegacia do municípío de Turiaçu, cidade que fica a 152 km de São Luís, na madrugada desta segunda-feira (6). Segundo o Superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Dicival Gonçalves, os detentos fugiram pelos fundos da delegacia com a ajuda de um homem armado. Ele conseguiu render o carcereiro e libertar os cinco presos.

"Na delegacia de Turiaçu constam 22 presos de Justiça. Um individuo entrou pelos fundos da delegacia, arrombou a porta, rendeu o carcereiro com uma garrucha e ajudou na fuga desses cinco presos. O carcereiro estava sozinho. A polícia já conseguiu capturar dois dos detentos que fugiram", disse o superintendente.

Nesse domingo (5), quatro detentos escaparam do Centro de Detenção Provisória do Complexo de Pedrinhas, em São Luís. Os presos foram resgatados por um grupo de oito homens que estavam em dois veículos.  Na ação, as torres de vigilância da unidade foram alvejadas por fuzis. Houve troca de tiros com homens do Batalhão de Choque, mas os policiais não conseguiram evitar a fuga.

Segundo o relatório do Comando de Policiamento Especializado (CPE), o resgate dos presos poderia ter sido evitado pelas secretarias de Administração Penitenciária e de Segurança Pública. O documento, chamado de “Operação Pedrinhas”, relata em ordem cronológica os detalhes da ação realizada pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar, pelo menos duas horas antes do ataque a unidade do Complexo de Pedrinhas.

O documento mostra que às 2h44 o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) alertou sobre o plano de ataque após ter conseguido informações privilegiadas com um informante localizado dentro do CDP. Quatorze minutos depois, os policiais começaram o monitoramento dos criminosos. Mesmo com a localização do grupo armado, a polícia não evitou o ataque. Pelo relatório, apenas uma equipe estava posicionada em frente ao CDP quando os bandidos chegaram.


G1

11:16 - 06/04/2015






Desenvolvido por Adriano Marinho