PF apreende mais de 7 quilos de maconha e prende duas pessoas

A Polícia Federal no Maranhão realizou na noite de sábado, 13, ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, com o intuito de coibir o ingresso de drogas no estado, foi uma ação devido a decorrência do aumento de denúncias narrando que grandes quantidades de drogas estariam sendo transportadas para o Maranhão, especificamente para o município de Santa Inês, cidade de rota estratégica do Maranhão. 

Os traficantes usam transportes coletivos, como ônibus, vans e táxis para despistar a fiscalização. Neste caso não obtiveram êxito e a polícia conseguiu apreender 7,3 kg de “skunk (foto), e dois homens foram presos. Segundo informações, a PF e a PRF montaram barreira policial na BR 316 por volta das 16h, na via de acesso ao município de Santa Inês, com o objetivo de fiscalizar ônibus e vans. Por volta das 20h, durante a abordagem e fiscalização em um ônibus oriundo de Belém com destino a São Luís, foram localizadas duas malas contendo pacotes com características de maconha do tipo “skunk”.

“Skunk” de acordo com a polícia, trata-se de maconha cultivada em condições especiais de temperatura, luminosidade e umidade, geralmente em estufas, fazendo com que a planta se desenvolva com maior rapidez e ocupe menos espaço. Devido aos custos de produção elevados do “skunk”  a droga ficou conhecida como “maconha de rico”, pois seu preço é bem maior ao da maconha comum.

A partir da localização das malas, foram identificados os proprietários da bagagem, que foram presos em flagrante. Foi verificado também que um deles portava uma identidade falsa. As malas com a droga e os dois homens presos foram encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal em São Luís, onde foram autuados pela prática de tráfico de drogas e associação para o tráfico, com causa de aumento da pena pelo uso de transporte coletivo.

A dupla foi encaminhada ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanece à disposição da Justiça.


11:25 - 17/06/2015






Desenvolvido por Adriano Marinho