Acusado de homicídio e assalto, “Chico do churrasco” é assassinado no meio da rua em Buriticupu com três tiros

A Polícia Militar de Buriticupu registou na manhã e sábado, 15, o assassinato de Francisco Almeida do Nascimento, 26 anos, mais conhecido em Santa Inês e região  por “Chico do Churrasco”. O crime aconteceu  na avenida central da cidade, cortada pela BR 222,  em frente a um comércio. 

De acordo com informações repassadas para a reportagem do AGORA por ima policial militar que estava de plantão na manhã de segunda-feira (17) na delegacia daquela cidade,  o fato aconteceu por volta das 10h45 de sábado.  “Chico do Churrasco” teria estado em um comércio de alimentos e perguntado pelos preços de vários produtos. Minutos depois ele saiu do estabelecimento, e quando montava em uma motocicleta, um homem foi caminhando ao seu encontro, falou duas vezes “Perdeu! Perdeu!” e disparou três vezes contra ele que morreu no local.

Certificando-se da morte de “Chico do Churrasco”, o assassino saiu do local do crime caminhando despreocupadamente.

O corpo de “Chico do Churrasco” foi transladado para Santa Inês e foi velado onde ele residia com familiares na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, Bairro Canecão. “Chico do Churrasco”, era conhecido por esse apelido porque vendia churrasquinho em frente ao Banco do Nordeste, na Rua do Comércio.

PASSAGENS PELA POLÍCIA:

Francisco Almeida do Nascimento, o “Chico do Churrasco” já era conhecido no meio policial em Santa Inês e Bom Jardim. Ele tinha ao menos duas fichas criminais na Delegacia Regional. A primeira por  ser acusado de ter cometido um homicídio no dia 3 de junho de 2012. A vítima Paulo Cezar da Silva da Cruz, mais conhecido por “Chichola”, foi alvejado com cinco disparos ao sair de uma festa que acontecia no Bairro da Coheb em Santa Inês. “Chico do churrasco” foi preso horas depois, vendendo churrasco na Rua do Comércio como se nada tivesse acontecido. Ele esboçou reação na hora da prisão, mas foi pelos policiais e foi levado até sua residência situada, na época situada no bairro Mutirão onde entregou a arma do crime.

A segunda prisão dele aconteceu em dezembro do mesmo ano, segundo também informações repassadas para a reportagem do A GORA pela polícia, ele andava cometendo assaltos no município de Bom Jardim. Em um dos assaltos ele teria apontado um revólver para a cabeça de uma vítima, de quem teria roubado celular, dinheiro e um cordão de ouro. 

A polícia foi acionada e “Chico do Churrasco” mais uma vez foi preso em uma emboscada da polícia próximo ao Povoado São Francisco. Na época, ele foi preso com material roubado, dois celulares, um cordão de ouro e uma quantia em dinheiro, todos os objetos e o dinheiro teriam sido roubados de sua última vítima. Além dos objetos e do dinheiro com ele foi encontrado um revólver calibre 38, com 6 munições intactas e uma moto marca Honda usados para efetuar os assaltos. O sepultamento de “Chico do Churrasco” se deu ontem, terça-feira, quase três dias depois de sua morte.  

 

11:10 - 19/08/2015






Desenvolvido por Adriano Marinho