Cemitério do São Benedito passa por grande reforma e terá túmulos cadastrados

O Cemitério do São Benedito passa atualmente por uma reforma estrutural jamais vista desde quando foi inaugurado, há mais de 70 anos. Segundo o diretor do Departamento de Limpeza de Santa Inês, Júnior Leite, o cemitério que não tinha muro nos fundos e nas laterais apresentava buracos, está sendo totalmente murado, evitando assim que o cemitério venha a ser usado para abrigar pessoas que não tem o que fazer ali, principalmente durante a noite. Também o cemitério está sendo totalmente cimentado nos corredores entre os túmulos, evitando que o mato tome conta dos espaços por onde os familiares dos que estão sepultados ali, ou venha a ser sepultado, possam passar sem maiores dificuldades. Outro benefício que o cemitério vai receber no decorrer dessa reforma, está na iluminação que segundo Júnior Leite, receberá uma torre com seis potentes refletores focados para todos os cantos do cemitério o que possibilitará total iluminação noturna.

SALA ADMINISTRATIVA 

 Por outro lado, Júnior informou também que será construído um Cruzeiro com cerca de seis metros de altura, e uma tenda fixa para a celebração de missas no dia de Finados e em outras oportunidades. Também será construída uma sala administrativa onde será cadastrado  o que for possível da relação dos que estão sepultados ali. O cadastro servirá para definir que família tem parente (túmulo) sepultado, o que possibilitará o sepultamento no mesmo túmulo de outros  parentes, levando em consideração o tempo que permite um novo sepultamento no mesmo túmulo. Leite também informou que não serão mais permitidos novos sepultamentos no Cemitério do São Benedito  de quem não tem um familiar sepultado nele: “não há mais espaço para uma só cova. Este cemitério tem mais de 60 anos, não comporta mais, e não é possível que se permita que se viole os túmulos que ocupam toda a totalidade do cemitério, por isso estamos trabalhando para preparar o Cemitério da Cotia Pelada onde serão sepultados defuntos que não tem familiares sepultados aqui no São Benedito”, ressaltou Júnior Leite, acrescentando que não se trata de discriminação, mas tão somente uma questão de preservar os restos mortais de quem já está sepultado naquele cemitério e em respeito aos familiares dos mesmos. 

A equipe do Jornal AGORA constatou também que toda a frente do cemitério que fica de frente para a MA 320 que liga Santa Inês a Pindaré, também está sendo recuperada, muros grades e portões estão recebendo benefícios. Tudo deverá está concluído antes do dia 2 de novembro, Dia de Finados, garante ele. 


07:10 - 22/08/2015






Desenvolvido por Adriano Marinho