Comércio e bancos se ressentem da falta de água e banheiros são lacrados para utilização de clientes

Uma situação de total constrangimento. Assim estão vivendo centenas de clientes dos mais variados tipos de comércios localizados no centro comercial de Santa Inês, em especial os da Rua do Comércio. É que os comerciantes e gerentes de bancos e outras repartições estão alegando que a falta de fornecimento de água por parte da Caema está impossibilitando o funcionamento dos banheiros nesses estabelecimentos, o que de certa forma, acaba por constranger quem tem necessidade de utilizá-los, seja para fazer um simples xixi ou algo mais sério. Muitos desses clientes são idosos ou portadores de alguma doença, e são obrigados suportar o problema pelo qual estão passando, sabe-se lá de que forma. 

                Além do comércio, até mesmo alguns bancos, local de grande concentração de pessoas nos período de 9 às 14 e até às 16:h, dependendo da movimentação interna, não tem conseguido disponibilizar banheiros para seus clientes. Muito embora isso não seja um problema especificamente da Caema – o certo é que cada banco tenha seu  próprio poço. Na verdade, tal situação é vexatória e insuportável por parte de quem está necessitando de um banheiro quando se encontra em um banco, repartição pública ou comércio, por menor que seja. No começo desta semana, segunda-feira, em um dos bancos da cidade, a situação judiou bastante dos correntistas e nenhuma providência havia sido tomada até ontem, terça-feira. Fica aqui o alerta para as autoridades competentes e fiscalizadoras.


11:48 - 25/11/2015






Desenvolvido por Adriano Marinho