População reage contra a transferência do delegado regional Valter Costa para a regional de Zé Doca

A transferência do delegado regional da Polícia Civil, Valter Costa, de Santa Inês para outra regional, tem criado bastante incômodo no seio de população de Santa Inês. O delegado é tido como um dos mais atuantes entre tantos que já passaram por aqui. A transferência seria apenas uma rotina dentro de um rodízio que a Secretaria de Segurança vem fazendo em todas as regionais do estado, mas esta não foi a primeira vez que o delegado entrou  na lista dos prováveis transferidos. No ano passado, em janeiro, o delegado esteve perto de ser transferido de Santa Inês para outra cidade, porém os apelos e intervenções de alguns segmentos da sociedade civil lhe garantiram mais um ano na região. Agora o movimento “Fica Valter Costa”, surge mais forte e está ancorado em manifestações das mais diferentes formas, inclusive em abaixo assinados e carros de som que percorrem a cidade conclamando a população a se engajar na luta pela permanência do delegado na Regional de Santa Inês.  Entretanto desde ontem se encontra na cidade o delegado de carreira Raphael Reis, que deverá ser empossado como novo delegado Regional de Santa Inês, no próximo dia 20, com a presença do secretário de Segurança, Jefferson Portella e outras autoridades. Raphael Reis que é natural do Rio de Janeiro,  e era delegado distrital da cidade Peritoró-MA,  já está em Santa Inês onde procura se adaptar à cidade e a sua rotina de trabalho. 

 

CIDADÃO HONORÁRIO    

Valter Costa recebeu no mês de dezembro passado na Câmara Municipal,  por indicação do vereador Batista de Biné (PSB), o título de Cidadão Honorário de Santa Inês e volta e meia tem seu nome lembrado para, a exemplo de seu colega de Imperatriz, delegado regional Francisco de Assis, ser candidato a prefeito. Em uma matéria publica há alguns meses neste Jornal, houve uma resposta positiva por parte de um grande número de pessoas, mas o delegado preferiu que o assunto não fosse levado adiante “para evitar problemas, ou ciumeira”, entretanto volta e meia seu nome é citado nas  colunas políticas deste periódico. Porém, uma coisa não teria nada a ver com a outra, mas apenas seria um procedimento administrativo. Valter já está de férias neste mês de janeiro como é de costume, devendo ficar o mês inteiro em Sergipe, seu estado de origem. Enquanto isso, aumenta o número de manifestações pela sua permanência na Regional de Santa Inês. Uma comissão formada por representantes dos mais diversos setores da cidade estaria em vias de embarcar para a capital, São Luís, onde se reuniria com o secretário Estadual de Segurança, Jefferson  Portella, levando em mãos cerca de 10 mil assinaturas (esse o objetivo da comissão) colhidas em Santa Inês pedindo a permanência de Valter Costa. A reportagem do AGORA esteve com o delegado antes de ele entrar de férias, mas ele preferiu não comentar nada a respeito de sua transferência. Por sua vez, a Câmara Municipal, segundo o vereador Aldoniro Muniz, pretende realizar uma sessão extraordinária, vez que está de recesso, quando através de uma audiência Pública ouviria a população para em seguida se manifestar a favor da permanência do delegado. Ontem os organizadores do movimento “Fica Valter Costa” informaram à reportagem do AGORA que já haviam recolhido perto de 6 mil assinaturas e cerca de 10 carros de som e mais de 50 postos de coletas de assinaturas estavam funcionando na cidade.

 

No final da tarde de ontem o novo delegado regional, Raphael Reis foi ouvido com exclusividade pela reportagem do AGORA, logo após iniciar seus trabalhos na Regional de Santa Inês. Ele disse que vem com muita disposição para trabalhar e que será um orgulho para ele substituir ao delegado Valter Costa que prestou relevantes serviços população de Santa Inês.   


Redação Agora

13:04 - 06/01/2016






Desenvolvido por Adriano Marinho