SÃO LUÍS - Fundo da Criança e do Adolescente é tema de debate com empresários

A doação de uma parte do imposto de renda devido para o Fundo da Criança e Adolescência será, a partir de agora, mais uma oportunidade para que as empresas em atividade no Maranhão exercitem a responsabilidade social, embora a maioria delas desconheça a existência desse tipo de incentivo fiscal, previsto na lei 8.069/1990. Ontem (08), representantes de empresas maranhenses que compõem o Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), discutiram o assunto durante evento realizado nas dependências da Taguatur Veículos, em São Luís. Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do ICE, Eduardo Lago Filho, o evento teve como objetivo informar os empresários sobre a existência da lei. Ele disse que o incentivo é limitado em 6% para pessoa física e 1% para pessoa jurídica e pode ser destinado aos fundos estaduais ou municipais de desenvolvimento de apoio às instituições que desenvolvem trabalho em prol da criança e do adolescente. Eduardo Lago disse que não somente as empresas devem estar cientes desse assunto, mas também os colaboradores das empresas e os companheiros de trabalho de cada uma das empresas associadas ao ICE.

16:53 - 09/06/2006






Desenvolvido por Adriano Marinho