Fuja do calor na hora de se exercitar

Por CÉSAR KURT Design EDER REDDER Fotos ALEX SILVA Nada mais agradável do que correr à beira-mar apreciando a paisagem e sentindo a brisa refrescante. Só que nem o frescor marinho é capaz de evitar por muito tempo os efeitos do calorão nesta época do ano — além do desconforto, a saúde pode ficar seriamente abalada. É que qualquer atividade física praticada nos horários mais quentes do dia dificulta à beça a perda de calor pela transpiração, especialmente se houver muita umidade. Ora, o corpo já está superaquecido de cara, em razão do clima, e fica ainda mais quente em função do exercício propriamente dito. A consequência é uma grande perda de água e sais minerais, que dá origem a encrencas de toda sorte. Para ter uma ideia, pesquisadores da Universidade Estadual de Chicago, nos Estados Unidos, checaram a reação da musculatura a exercícios puxados sob uma temperatura acima dos 30 graus. No estudo, os voluntários correram nessas condições e, depois de um descanso em que foram proibidos de tomar água, fizeram testes de força. Resultado: seus músculos sedentos exibiram menor poder de fogo do que quando estavam hidratados. “A desidratação afeta o funcionamento da musculatura. Aí, a pessoa pode ter entorses por não controlar o corpo adequadamente”, afirma Paulo Roberto Santos-Silva, fisiologista do Grupo de Medicina do Esporte do Hospital das Clínicas de São Paulo. Afinal, a água e os sais minerais que se vão com o suor atuam nos músculos. E, com esses dois componentes em falta, as pernas não respondem como deveriam, culminando em tropeços e quedas que, não raro, levam a uma torção no tornozelo, por exemplo. Esse desequilíbrio de água e sais minerais também provoca dolorosas cãibras — contrações musculares involuntárias. Além disso, quando o termômetro dispara, pequenos problemas, como um edema — uma região inchada —, acabam mascarados. “Com isso, uma lesão menor pode ser agravada sem que a pessoa perceba”, alerta a ortopedista Ana Paula Simões, do Grupo de Trauma do Esporte da Santa Casa da Misericórdia de São Paulo.

11:10 - 22/01/2009






Desenvolvido por Adriano Marinho