SES promove oficina de combate a doenças sexualmente transmissíveis

Oficina da SES debateu práticas de gestão de programas de combate a doenças sexualmente transmissíveis

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Departamento Estadual de Atenção às DST/AIDS, está discutindo práticas de gestão e o aprimoramento das ações com representantes dos municípios habilitados, que recebem incentivos financeiros para execução do programa.

A abertura da oficina reuniu, no auditório da Escola de Negócios Excellence Educação Executiva, em São Luis, os secretários de saúde e coordenadores das 14 regionais de Saúde que participam das ações de combate prevenção e controle da doença dentro do estado, além dos membros da coordenação estadual do programa.

Os participantes assistiram a uma palestra proferida pela representante Ministério da Saúde (MS), Silvia Viana, coordenadora do Programa Nacional de Combate ao DST/AIDS.  Com o tema "Diretrizes da Política Nacional de Prevenção e Controle das DST/HIV/AIDS/HV", ela falou sobre a importância do planejamento para que se possa cumprir as exigências do ministério, promovendo a redução do numero de casos, e ampliar a cobertura dando acesso universal à prevenção, diagnóstico e tratamento do HIV/AIDS, Hepatite Viral e outras DSTs.  

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de DST/AIDS, Osvaldina Mota, a oficina vai possibilitar a identificação das dificuldades enfrentadas na execução, e a troca de experiências positivas que precisam ser absorvidas e copiadas visando melhores resultados no controle e prevenção das doenças relacionadas a práticas sexuais não seguras.

"O que está se buscando aqui é aprimorar a gestão, implementando medidas e pactuando metas, definindo responsabilidades para um melhor aproveitamento da logística, estrutura física e dos recursos destinados ao programa", definiu a coordenadora do programa.


SES

15:31 - 25/04/2011






Desenvolvido por Adriano Marinho