Banco de Leite Humano da Marly Sarney tem baixo número de doadoras

Estoque de leite humano na Maternidade Marly Sarney está em baixa

O Banco de Leite Humano da Maternidade Estadual Marly Sarney está com baixo estoque e a redução no número de doadoras tem preocupado a direção da unidade, já que o alimento é de suma importância para bebês prematuros que estão internados na UTI neonatal.

 O leite que abastece o banco da maternidade provem de mães que, sob a orientação das equipes do hospital, doam o excedente que seus bebês não conseguem consumir.  "Fazemos um trabalho de conscientização destas mulheres que podem ajudar a salvar vidas de outros bebês", diz a enfermeira Irenildes Rodrigues, responsável pelo Banco de Leite da Marly Sarney.

As mulheres que se interessam em ser doadoras recebem total apoio da maternidade. Antes de se tornarem doadoras elas recebem orientação sobre como se faz a retirada do líquido, sua conservação e armazenamento, além da importância do gesto.

Irenildes Rodrigues explicou que as equipes da maternidade, ao receberem o chamado das mães, fazem uma primeira visita para prestar esclarecimentos. "Além disso, a maternidade faz o recolhimento do leite em domicílio, basta que as mães liguem".

Para ser doadora é necessário ter leite excedente, ou seja, que dê pra alimentar o próprio bebê e ainda sobre. É exatamente esta sobra, que muitas vezes é jogada fora, que interessa à maternidade. "Quem produz muito leite acaba sofrendo alguns incômodos como as mamas cheias e doloridas, então o processo de doação é bom tanto para quem doa quanto para quem recebe o leite", disse Irenildes Rodrigues.

A quantidade de doadoras e o tempo que ela permanece doando é muito relativo. Na Marly Sarney, no mês de fevereiro deste ano, haviam 31 doadoras cadastradas. O número é suficiente para alimentar apenas os 23 bebês da UTI e 19 do berçário intermediário. "Estamos no limite do nosso estoque. Esta semana temos apenas sete litros de leite o que garante o abastecimento por apenas dois dias, isto priorizando os casos mais graves", diz a enfermeira.

Além do leite humano, a Marly Sarney também recebe doações de frascos para o armazenamento do leite. Os recipientes devem ser de vidro, com boca larga e tampa de plástico - a exemplo dos de maionese, café solúvel, etc. "Se a pessoa reunir uma quantidade superior a 30 reservatórios nós também vamos buscar, mas quem desejar poderá deixar diretamente na maternidade", frisa a enfermeira. Após esterelizados, os recipientes guardarão o leite doado.

Mães que desejarem doar ou obter mais informações sobre amamentação poderão entrar em contato com a Maternidade Marly Sarney pelos telefones 3311-3032; 3244-4934; 3245-3457. Foto: Nestor Bezerra


SES

16:29 - 29/03/2012






Desenvolvido por Adriano Marinho