Alunos de Caxias sofrem com a falta de professor e de transporte escolar

Alunos de comunidades da zona rural de Caxias sofrem com a falta de professores e, agora, com a paralisão do transporte escolar. Só na região do Terceiro Distrito, oito comunidades rurais estão sem tranportes escolar. São cerca de 400 alunos sem ter como ir pra escola.

A dona de casa Iraneide dos Santos tem dois filhos. Se não fosse a moto que tem, o meninos estariam sem aula. Mas não fica de graça: são mais de R$ 3 todo dia. "Um litro de gasolina custa R$ 3,50 e só dá para ir buscar e deixar. Desde o dia 5 de agosto, quando começaram as aulas, não teve mais transporte", afirmou.

Quem não tem moto depende de carona. Caso contrário fica  sem aula. "O jeito é ficar sem ir para a escola", disse a estudante Leonara Elen Lima.

Segundo a comunidade, há quatro meses os motoristas que fazem o transporte escolar não teriam recebido repasse da Prefeitura de Caxias. Por causa disso, os ônibus estão parados.

Para não ficarem sem estudar, os alunos se sentem obrigados a a enfrentar longas distâncaias. Mas, quando entram na escola, encontram outra decepção: quase  não tem professor. Esse  é um outro problema provocado pela falta do transporte  escolar na zona rual de Caxias, que está deixando as salas de aula praticamente vazias. Muitos professores deixam de vir dar aula, por que são poucos alunos.

Procurada pela reportagem, a secretária de Educação de Caxias, Silvia Carvalho, não quis se manifestar.


G1

15:24 - 15/08/2013






Desenvolvido por Adriano Marinho