Seduc participa de audiência pública com ministro da Educação sobre o ensino médio

A secretária adjunta de Ensino da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Leuzinete Pereira da Silva, participou de audiência pública promovida pela Câmara Federal, em Brasília, na quarta-feira (21), sobre a reformulação do ensino médio brasileiro. A iniciativa foi dos deputados Reginaldo Lopes e Wilson Filho, respectivamente, presidente e relator da comissão que discute a matéria na Casa. Além de expressivo número de parlamentares e de técnicos do Ministério da Educação (MEC), estavam presentes o ministro Aloízio Mercadante e a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e secretária do Mato Grosso do Sul, Maria Nilene Badeca.

Convidado para debater o assunto, Aloízio Mercadante fez um breve relato das ações estruturantes realizadas pelo MEC na educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação superior para, em seguida, discutir o ensino médio de forma mais específica. Nessa perspectiva, evidenciou os desafios desta etapa da educação básica no atual contexto e destacou aquilo que intitulou de Compromissos para o Ensino Médio. Entre estes, destacou programas, projetos e ações que serão implementados  nas áreas de formação de professores e gestores, redesenho curricular, escola em tempo integral, adequação idade/ano escolar, aperfeiçoamento do livro didático, educação digital, educação profissional, entre outros.

Leuzinete Pereira destacou a importância da participação da Seduc no evento. “Uma das metas da gestão do secretário Pedro Fernandes é universalizar o ensino médio e implementar continuamente o regime de colaboração em prol do fortalecimento de todo o sistema educacional do Maranhão”, afirmou. 

Encontro

A secretária adjunta da Seduc participou, também, do I Encontro Temático de Políticas Educacionais, promovido pelo Consed, realizado na sexta-feira (20), cujo tema foi “Absenteísmo dos Professores e Desempenho dos Alunos”.

O ponto alto do Encontro foi a divulgação de pesquisa realizada pela doutoranda em Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Priscilla Albuquerque Tavares. A pesquisadora expôs linhas gerais de trabalhos realizados na Índia e nos Estados Unidos sobre o assunto e, em seguida, apresentou seu estudo realizado em São Paulo que evidencia impactos da infrequência do professor no desempenho do aluno. O tema tem literatura escassa, o que torna o estudo importante para a implementação de políticas públicas direcionadas ao sucesso escolar. Educação Financeira e Olimpíadas de Língua Portuguesa foram outros assuntos tratados no evento.


Seduc

15:10 - 23/08/2013






Desenvolvido por Adriano Marinho