Uema promoverá a I Feira de Estágio e Emprego do Maranhão

A Universidade Estadual do Maranhão (Uema) realizará, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação (UemaNet), a I Feira de Estágio e Emprego do Maranhão. O evento, que acontecerá de 18 a 20 de setembro, no Rio Poty Hotel, reunirá estudantes, instituições de educação, profissionais e empresas, que discutirão diversos temas, tais como processos seletivos de trabalho, profissões do futuro, importância do estágio e incubadoras de empresas.

A Feira é resultado de um amplo trabalho do UemaNet, que  ultrapassou a sua missão de oferecer educação superior e implantou na sua grande, cursos técnicos na modalidade a distância. “Existe, hoje, na universidade uma grande preocupação em inserir no mercado de trabalho os seus alunos, futuros profissionais. Somos conhecedores da falta de mão de obra qualificada no mercado maranhense”, diz a coordenadora adjunta do e-Tec/UemaNet, professora Eliza Flora Muniz.

Durante o evento, o UemaNet vai expor o seu aparato tecnológico, por meio da lousa interativa, vídeos de como utilizar o estúdio, apresentação de videoaulas, assim como a explicação de como funciona o Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA/ Moodle. Isso tudo unido a vários materiais explicativos sobre os cursos técnicos e tecnólogos que a instituição oferta no estado.

Professores da Uema, ainda, ministrarão as seguintes palestras durante a Feira: A importância das TICs na formação de profissionais para atender a dinâmica do mercado de trabalho (Shirley Ribeiro Viegas); Gestão de Qualidade na Indústria de Alimentos (Viramy Almeida); O perfil do negociador ideal (José Carlos Belo Rodrigues Jr); Eletricidade aplicada a múltiplos campos de atuação profissional (Aldo Saraiva da Silva); As novas perspectivas de mercado para o profissional da área de turismo (Marilene Sabino); e Segurança da Informação (Lúcio Campos).

A feira vem reforçar as discussões acerca da necessidade de mão de obra qualificada e especializada para inúmeras vagas oferecidas pelo mercado de trabalho. Neste âmbito, os cursos profissionalizantes, comumente conhecidos, são vistos como uma ponte rápida e segura para quem deseja inserir-se no mercado e para as empresas que almejam bons profissionais em seu quadro de colaboradores.

Nessa vertente é crescente a procura por cursos profissionalizantes no país. Hoje, o Brasil tem mais de um milhão de jovens matriculados no ensino profissional, os fatores que contribuem para a escolha é o menor tempo de duração e é um dos caminhos mais promissores para uma rápida inserção no mercado de trabalho.

Os participantes do evento, ainda, irão concorrer ao sorteio de 300 bolsas integrais de cursos profissionalizantes e 300 vagas de estágio remunerado.



Uema

16:43 - 12/09/2013






Desenvolvido por Adriano Marinho