Os cursos de direito da UEMA, de São Luís e Bacabal, receberam a nota máxima em avaliação do MEC, de acordo com dados do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes), de 2012, divulgados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

As notas do Enade vão de 1 a 5, e ambos os cursos de direito, tanto o de São Luís quanto o de Bacabal, alcançaram a nota 5. Os cursos de direito da UFMA de São Luís e Imperatriz, receberam nota 3 e 4 respectivamente.

No total, 43 cursos de direito obtiveram a nota 5 do Enade, sendo 32 cursos de universidades públicas e 11 de instituições privadas.

O Conceito Enade que vai em uma escala com notas até 5 – é obtido a partir dos resultados do exame aplicado aos estudantes, que corresponde a 70% da avaliação, e é um dos indicadores de qualidade da educação superior. Outro fator também levado em consideração é o corpo docente e a infraestrutura da instituição, que são os outros 30% da avaliação.

Em 2012, foram avaliados 7.228 cursos. Para o conceito, no entanto, foram consideradas 6.306 unidades no cálculo, já que uma instituição pode ter mais de um curso na mesma área.

Entre 2009 e 2012, a proporção de cursos com conceito 3 subiu de 37,8% para 43,9%; com conceito 4, de 9,7% para 19%; e com conceito 5, o mais alto, de 1 % para 5,4%.

Segundo o Ministério da Educação, as notas a partir de 3 são consideradas satisfatórias. Tanto os cursos das instituições públicas quanto das privadas tiveram avanço no conceito. Nas públicas, os cursos com conceito máximo passaram de 4,3% em 2009, para 17% em 2012. Os cursos com nota 4 passaram de 24,5% para 29,8%. Nas privadas, o índice passou de 0,4% dos cursos com conceito 5 em 2009, para 3,5% em 2012, já os com nota 4 passaram de 7,1% para 17,3%.