TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA PODE CURAR PACIENTES COM ARTRITE

Uma das doenças mais comuns entre idosos, a artrite pode estar relacionada com uma falha do código genético na hora de "jogar fora" suas partes defeituosas. Se isso for comprovado, a doença poderá ser curada no futuro através de um transplante de medula óssea. A descoberta foi feita por um grupo de cientistas japoneses. Conhecida popularmente como “reumatismo”, a artrite causa inflamações nas articulações. Segundo os cientistas da Universidade de Osaka, ela pode ser causada pela falta de uma enzima, responsável pela destruição do DNA de células mortas do organismo. A morte, ou suicídio, de células é comum no nosso organismo. Todos os dias, centenas de milhares delas morrem, e, com isso, expelem seu DNA. Esse DNA não pode ficar solto pelo organismo e é consumido por células conhecidas como “macrófagos”, responsáveis pela destruição de elementos mortos e estranhos no corpo. A arma dos macrófagos em sua missão é uma enzima, chamada de DNase II. É ela que destrói o DNA que ficou perdido após a morte da célula. Os pesquisadores de Osaka descobriram que camundongos sem essa enzima acabam desenvolvendo os sintomas da artrite. Sem ela, os macrófagos não conseguem “digerir” o DNA, e acabam produzindo o fator responsável por causar inflamações. Isso inicia uma cadeia de eventos que vai levar à destruição de cartilagens e ossos. A descoberta foi um acidente. “Nós estávamos interessados em estudar a morte de células desnecessárias ou danificadas”, afirmou o líder da pesquisa, Shigekazu Nagata ao G1. Pesquisas anteriores já tinham mostrado que falhas nesse processo podem levar ao câncer, e, por esse motivo, o assunto tem sido alvo de diversos trabalhos. “Ao longo do estudo, descobrimos acidentalmente que a falha na degradação do DNA também leva à artrite nos camundongos”, diz ele. “É um resultado surpreendente”, afirma Segundo Nagata, o mesmo provavelmente ocorre em humanos. “Mas, precisamos provar isso”, diz ele. “Se conseguirmos encontrar uma falha no sistema de destruição de DNA dos macrófagos, o transplante de médula óssea pode se tornar um possível tratamento para a artrite”, acredita o cientista. Os resultados da equipe japonesa foram publicados na revista “Nature”

15:08 - 01/11/2006






Desenvolvido por Adriano Marinho