MPMA realiza ações de combate à criminalidade

Os promotores de justiça criminais da Comarca de Imperatriz expediram, na última segunda-feira, 7, Recomendação conjunta à Superintendência da Polícia Científica do Maranhão para que seja  melhorada a estrutura do Laboratório de Análises Forenses do Instituto de Criminalística (Icrim) existente no município.

Os promotores fizeram uma vistoria no laboratório, em 21 de fevereiro, constatando, entre outras situações, que o cromatógrafo que deveria atender a unidade está quebrado, inviabilizando a realização de vários exames periciais, inclusive os exames toxicológicos definitivos. A falta do equipamento tem gerado prejuízos àsinvestigações criminais.

Segundo a promotora de justiça Raquel Chaves Duarte Sales, desde 2010 o Ministério Público tem buscado a melhoria dos serviços da Polícia Técnica Científica na cidade de Imperatriz, requerendo, entre outras coisas, o aumento do número de peritos, disponibilização de maior espaço físico e a criação de laboratórios específicos.

Também nesta segunda-feira, 7, o Ministério Público expediu Recomendação à delegada geral de Polícia Civil do Maranhão, Cristina Menezes, para que seja estruturada a Delegacia de Homicídios de Imperatriz (MA). Atualmente, conforme levantamento feito pela 6ª Promotoria Criminal, a delegacia conta apenas com um delegado, um escrivão e um investigador.

Segundo a promotora de justiça Uiuara de Melo Medeiros, que atua no Tribunal do Júri, é elevado o número de homicídios na cidade, o que exige atenção especial do sistema de justiça e segurança para que haja uma resposta adequada. Os delegados de Polícia Civil também receberam Recomendação para que priorizem a tramitação dos inquéritos que investigam homicídios, atendendo, inclusive, à Instrução Normativa da Delegacia Geral.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

No dia 23 de abril (quarta-feira), às 19h, no auditório da OAB em Imperatriz, o Ministério Público promoverá uma audiência pública sobre "Violência Urbana", com o objetivo de inserir a sociedade na discussão do tema.

"Além das providências que já estão sendo tomadas a fim de exigir dos órgãos estatais as respostas para impedir o aumento da criminalidade, é preciso estimular a reflexão acerca da violência, tentando encontrar, junto com a sociedade imperatrizense, propostas para enfrentarmos o problema", destacou a promotora Uiuara Medeiros.


MP-MA

15:10 - 10/04/2014






Desenvolvido por Adriano Marinho