Governadora Roseana Sarney vistoria obras de construção da Estrada do Arroz em Cidelândia

A governadora Roseana Sarney vistoriou, em Cidelândia, na Região Tocantina, as obras de construção da Estrada do Arroz, trecho de 57,3 quilômetros da MA-386, que dá acesso à cidade de Imperatriz. “Eu trouxe a primeira estrada de acesso a Cidelândia, município que tive a honra de assinar a emancipação. Agora, estou realizando as obras da Estrada do Arroz, atendendo uma antiga reivindicação da população deste município”, declarou a governadora que estava acompanhada do prefeito Ivan Antunes.

Roseana Sarney disse que a obra está com recursos garantidos, em caixa do Tesouro Estadual, para sua conclusão. Durante a visita ao município, ela esteve acompanhada dos secretários de Estado José Raimundo Frazão (Infraestrutura), Carla Georgina (Comunicação Social), Rodrigo Valente (Articulação Política) e coronel José Ribamar Vieira (Gabinete Militar), além de prefeitos e ex-prefeitos da região, vereadores, lideranças políticas e comunitárias.

Apontada como uma das principais vias de escoamento da produção pecuária da região, a Estrada do Arroz é considerada essencial para o desenvolvimento da região. Segundo o prefeito de Cidelândia, Ivan Antunes, é uma via por onde passa a produção leiteira e seus derivados, além de carne de corte. “Vai ser mais um incremento para a pecuária, além disso, é o fim da poeira e da lama para os moradores de sete povoados que ficam às suas margens”, destacou.

O prefeito disse que, graças ao apoio do governo estadual, a cidade tem se desenvolvido cada vez mais. Ele apontou obras como os três quilômetros de pavimentação urbana da sede do município; pavimentação de ruas do povoado Viração; reforma da Praça José Sarney; construção de três sistemas de abastecimento de água, um para a sede e dois para os povoados; além da melhoria de 50 quilômetros de estradas vicinais.

Estrada do Arroz

A pavimentação da Estrada do Arroz está incluída entre os investimentos do Programa Viva Maranhão, para a área de infraestrutura. A obra prevê a pavimentação de toda a sua extensão, com 57,3 quilômetros; além da construção de pontes de concreto sobre riachos, substituindo as antigas, de madeira; e a drenagem superficial e profunda com a construção de galerias. Os investimentos na estrada são da ordem de R$ 47 milhões.

Segundo o secretário de Infraestrutura, José Raimundo Frazão, as obras tiveram início na comunidade Coquelândia, seguindo para Cidelândia. O outro trecho de Coquelândia para Imperatriz será realizado após a empresa Suzano Papel e Celulose passar a utilizar outra via para o escoamento de sua produção, liberando a estrada para a obra. “Nossa estimativa é de entregar 20 quilômetros de pavimentação concluída até o final do ano”, anunciou.

Para as pessoas que circulam diariamente pela estrada, a ação do Governo do Estado é a realização de um antigo sonho dos moradores. O caminhoneiro, Sérgio Luis Oliveira, disse que é obrigado a percorrer um longo trecho de buracos para fazer o transporte de grãos de várias fazendas, localizadas ao longo da estrada. “A estrada está muito ruim, além das pontes bastante precárias. Perdemos muito tempo para fazer o percurso”, declarou.

O motorista Pedro Macacheira faz frete na região, circula diariamente pela estrada que está cheia de buracos e perigosa. “A construção da estrada vai reduzir os custos de manutenção com o veículo, além disso, vai facilitar o acesso dos moradores que moram nesses povoados. Para nós, é a realização de uma antiga reivindicação”, destacou.

 

12:55 - 06/09/2014






Desenvolvido por Adriano Marinho