Segurança é reforçada após morte dentro do IFMA de Imperatriz

Depois do assassinato do vigilante do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) de Imperatriz, Antônio de Oliveira Pereira, 43, dentro do campus nesse fim de semana, a segurança passou a ser reforçada. Antônio morreu com um tiro na cabeça, no sábado (27).

Segundo a Polícia Militar, o suspeito de ter matado o vigilante teria pedido para ir ao banheiro e estaria de bicicleta. Testemunhas alertam que houve falha, já que o porteiro do campus permitiu a entrada do suspeito. A arma do vigilante não foi encontrada e há indícios de que o criminoso teria fugido com o revólver. Um dia após o crime, a segurança foi reforçada com um segurança a mais.

A polícia continua investigando o motivo do crime. O corpo está no Instituto Médico Legal (IML). No domingo (28), o corpo foi levado para o município de Cidelância, onde será sepultado. O suspeito continua foragido.


G1

15:41 - 29/09/2014






Desenvolvido por Adriano Marinho