Sedihc inspeciona obras da Funac de Imperatriz

Secretária Luiza Oliveira observa planta baixa da obra da Funac de Imperatriz

A Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania (Sedihc), está construindo uma Unidade Regional, em Imperatriz. Nesta quinta-feira (6), a secretária da Sedihc, Luiza Oliveira, e a presidente da Funac, Anailde Serra, vistoriaram o andamento da obra.

 A nova unidade da Funac, que deve ficar pronta em março de 2015, é uma das obras do Governo do Maranhão, com recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), está orçada em 11 milhões de reais e deve atender a todos os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na Região Tocantina, no sudoeste do Estado.

 Para a secretária Luiza Oliveira, estas obras da Funac marcam a preocupação do Governo com essa área. “Estamos realizando duas obras na Funac, além de três grandes reformas nos prédios que já existem. Isso demonstra a sensibilidade da gestão para restabelecer o sistema socioeducativo no Maranhão e representa um marco histórico na implementação dessas políticas públicas”, destacou Luiza Oliveira.

 A obra de construção da unidade da Funac em Imperatriz atende às exigências do Sinase (Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo), destinado a designar a forma como devem ser prestados os atendimentos aos adolescentes que ingressam no sistema socioeducativo, em todo o país. A obra envolve cerca de 200 trabalhos diretos, além de quase 300 trabalhos indiretos, com a mão de obra local, integrando a comunidade às atividades da Funac desde a sua construção.

 

 

Unidade de Imperatriz

A unidade de Imperatriz terá 50 mil m², divididos em blocos com setor administrativo, teatro, campo de futebol, quadra esportiva, bloco de saúde, alojamentos, horta, espaço para oficinas, bloco exclusivo para visita familiar, além de muitos outros que compõem a construção desenvolvida pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania.

Com as obras, reformas e adaptações da Funac será ampliado também o número de vagas. Em março de 2014, a Fundação da Criança e do Adolescente tinha capacidade para receber 105 adolescentes, até o fim do próximo ano a Funac poderá receber até 348 internos. “A descentralização das medidas socioeducativas na Região Tocantina irá proporcionar ao adolescente, que cumpre medida na região, o acesso à convivência familiar e comunitária, bem como outros direitos, respeitando os princípios das normativas do Estatuto da Criança e do Adolescente e do Sinase”, salientou a presidente da Funac, Anailde Serra.



11:03 - 07/11/2014






Desenvolvido por Adriano Marinho