Pacientes reclamam de superlotação em hospital público de Imperatriz

O Hospital Municipal de Imperatriz recebe uma demanda de pacientes que só aumenta e acaba ultrapassando a capacidade de atendimento. A superlotação é reflexo da chegada de pacientes de mais de 50 cidades da Região Tocantina, inclusive, de estados como Pará e Tocantins.

Nas enfermarias, todos os 400 leitos estão ocupados e os pacientes não param de chegar. O jeito é tomar soro na cadeira ou esperar atendimento nas macas, nos corredores.

“Aqui tem paciente com fratura de punho, por exemplo. Gente que vem do município de Açailândia, onde tem ortopedista, tem especialista, mas, ainda assim, mandam a gente para cá”, reclama a paciente Hustância da Conceição.

De acordo com a direção do Socorrão, só nos últimos anos, o atendimento passou de 8 mil atendimentos por mês para mais de 15 mil. A prefeitura alega que os repasses do Governo Federal permanecem os mesmos, pra suprir a demanda dessa macrorregião.


G1

16:30 - 12/11/2014






Desenvolvido por Adriano Marinho