ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA DO CÉREBRO PODE ALIVIAR SINTOMAS DE ALZHEIMER

Estimular o cérebro com leves correntes elétricas durante o sono pode se tornar uma forma alternativa de tratar pessoas com problemas de memória, segundo um estudo alemão publicado pela revista “Nature”. De acordo com os cientistas, a descoberta pode ajudar também pacientes com o mal de Alzheimer. Os pacientes testados eram estudantes de medicina, que, antes de dormir, realizaram um pequeno teste, onde tinham que memorizar algumas palavras. Durante o sono, seus cérebros foram estimulados com leves correntes elétricas, que simulavam as oscilações naturais das ondas cerebrais. Ao acordar, eles tinham que lembrar aquelas palavras. De acordo com o líder da pesquisa, o neurocientista Jan Born, da Universidade de Luebeck, a experiência melhorou a retenção de memória dos estudantes em cerca de 8% -- segundo ele, um aumento “surpreendente”. O desempenho dos alunos foi diferente dependendo do momento do sono em que seus cérebros eram estimulados pela equipe de Born. Quando a corrente elétrica era aplicada durante o sono profundo, nas primeiras horas após eles terem dormido, o resultado era melhor. Segundo o cientista, o estudo prova que as oscilações nas ondas cerebrais têm realmente um papel importante na construção e na consolidação de memórias. Ele acredita que essas alterações, tanto naturais quanto induzidas por correntes elétricas, afetam o hipocampo -- área cerebral danificada em pacientes com Alzheimer.

16:21 - 06/11/2006






Desenvolvido por Adriano Marinho